Artigos

Lula se esconde de novo, como em outros momentos de crise. FHC desafia o agitador do ABC

Lula se esconde de novo, como em outros momentos de crise. FHC desafia o agitador do ABC

Como já é de praxe em momentos de crise, Lula se esconde mais uma vez. A “técnica” de evitar se expor sempre que algo comprometedor acontece tem sido mantida desde os tempos do mensalão, do escândalo dos aloprados, do escândalo de Rosemary Noronha. Desta vez não foi diferente.

Apesar de ter sido desafiado por vários setores do partido, dda imprensa e da oposição, o agitador do ABC preferiu o silêncio. O exílio moral foi precipitado por cerca de três milhões de pessoas que foram às ruas protestar contra ele, sua sucessora incompetente e a corrupção desenfreada em seu partido e nos partidos da base aliada que sustentam um governo corrupto e dele se sustentam.

As manifestações foram tão monstruosas que inibiram os planos de infiltrar agitadores que tinham como objetivo desfazer o caráter de manifestação pacífica idealizado pelos participantes. Quando se depararam com a multidão de pessoas de verde e amarelo, os agitadores deram meia volta.

Diferente da manifestação esquizofrênica convocada por Lula dois dias antes, que contou exclusivamente com a presença de militantes da CUT e do MST, onde todos foram remunerados com valores entre R$ 35 a R$ 50, as manifestações de domingo foram espontâneas, sem ajuda de custo e legítimas sob ponto de vista democrático.

Dilma tinha a mesma intenção de Lula. Pretendia ficar entocada no Palácio do Planalto esperando a poeira baixar. Mandou que dois ministros atrapalhados falassem em seu lugar, mas diante das repercussões negativas, foi forçada a se expor. Convocou a mídia amiga para divulgar um discurso apaziguador elaborado por Michel Temer às pressas, do tipo “deixa disso”. Não colou.

Lula foi inclusive desafiado por um de seus maiores adversários. Fernando Henrique Cardoso questionou hoje o seu súbito desaparecimento.

– Ele sumiu e agora só a Dilma que é a culpada?

FHC foi ainda bastante claro sobre a responsabilidade da atual crise política.

– Em português claro: não é crível que o que aconteceu na Petrobras fosse desconhecido por quem estivesse no poder, seja Lula seja Dilma. Não digo que estejam involucrados no assunto, mas não é crível que estivessem alheios. Foram muitos anos com diretores sustentados pelos partidos.

Enquanto isso, Lula se depara com a realidade: seu discurso não é mais capaz de arrastar nem mesmo militantes pagos. Ninguém mais no país que segurar a bandeira do PT. Órfão de seus seguidores, Lula prefere agora se esconder de tudo e de todos.

@muylaerte

Artigos

More in Artigos

Informação com independência editorial.

Copyright © 2016 Dominio do Fato