Mundo

Normas de concessão de asilo a Snowden devem ser usadas para senador boliviano

Normas de concessão de asilo a Snowden devem ser usadas para senador boliviano

Brasília – Na tentativa de encerrar o impasse envolvendo o senador de oposição da Bolívia Roger Pinto Molina, de 53 anos, há 13 meses abrigado na Embaixada do Brasil em La Paz, o governo brasileiro deve aplicar os argumentos para a concessão de asilo, aprovados na Cúpula do Mercosul. Há cinco dias, os presidentes do bloco regional aprovaram um documento que os Estados que integram o Mercosul não podem “impedir a implementação” do direito de asilo.

O documento aprovado se referiu indiretamente ao processo envolvendo o ex-consultor norte-americano Edward Snowden, que denunciou a espionagem por agências dos Estados Unidos a cidadãos no país e no exterior, e que teve o pedido de asilo oferecido pelos governos da Venezuela, da Nicarágua e da Bolívia. Snowden está provisoriamente em uma área de trânsito em Moscou, na Rússia.

Diplomatas que acompanham o caso do senador boliviano disseram à Agência Brasil que o objetivo é garantir que o processo de asilo a Pinto Molina ocorra com garantia de segurança ao político, inclusive no seu deslocamento. O parlamentar está na embaixada brasileira aguardando autorização do governo boliviano para deixar a representação diplomática rumo ao Brasil. Mas as autoridades da Bolívia dizem que ele responde a processos no país e, por isso, não concedem o salvo conduto.

Na compreensão das autoridades brasileiras, que negociam o caso de Pinto Molina, é possível estender o entendimento referente a Snowden no que define o conceito de “decisão política”. Na Cúpula do Mercosul, no último dia 12, o documento sobre a concessão de asilo foi assinado pelos presidentes Dilma Rousseff, Cristina Kirchner (Argentina), José Pepe Mujica (Uruguai) e Nicolás Maduro (Venezuela). Em processo de adesão como membro titular do Mercosul, a Bolívia também apoiou o documento.

O texto aprovado há cinco dias diz: “[Os presidentes] reafirmaram a plena vigência do direito de asilo, consagrado no artigo 14 da Declaração Universal de Direitos Humanos e , portanto, reiteraram a faculdade que assiste a todo Estado soberano de outorgar asilo a qualquer cidadão do mundo em conformidade com as normas de direito internacional que regem esta matéria”.

O advogado Fernando Tibúrcio Peña, que defende o senador boliviano, disse à Agência Brasil, que o princípio que rege a concessão de asilo a Snowden é o mesmo que deve ser aplicado a Pinto Molina.

“Há uma clara contradição no fato de os presidentes do Brasil e da Bolívia terem tomado na recentíssima reunião de cúpula do Mercosul em Montevidéu a importante decisão [sobre o reconhecimento universal do direito de asilo político] e, na prática, esta decisão só servir para Edward Snowden”, reagiu o advogado.

Internacional

More in Mundo

  • Barack Obama afirma que “Legalizar a maconha não é a fórmula mágica”

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira, durante visita à Jamaica, que legalizar a maconha não...

  • Ataque mata pelo menos 20 em mesquita no Iraque

    Pelo menos 20 pessoas morreram nesta sexta-feira, dia 19, em um ataque à bomba contra uma mesquita sunita ao norte de Bagdá, no Iraque. De acordo com fontes locais, o atentado ocorreu durante a oração do meio-dia e atingiu a mesquita da cidade de Wajihiyah. Outras 40 pessoas ficaram feridas. Ontem à noite,...

  • Representante da ONU no Iraque condena bombardeios e faz apelo por paz

    O representante especial do secretário-geral da ONU no Iraque condenou, nos termos mais fortes, neste domingo, uma série de ataques suicidas, carros-bomba e outros atos violentos. Em nota, Martin Kobler ressalta que os ataques mataram civis e deixaram outras “centenas de pessoas inocentes feridas”. Segundo agências de notícias, pelo menos 30 pessoas morreram...

  • Família de ex-presidente deve processar comandante das Forças Armadas do Egito

    A família do ex-presidente do Egito Mouhamed Mursi, deposto no início do mês, disse hoje (22) que planeja processar o comandante das Forças Armadas do país, general Abdel Fatah Al Sisi, acusando-o de ter “raptado” o ex-chefe de Estado.A filha do presidente deposto, Shaimaa Mursi, disse que a família está “tomando medidas...

  • Cinco pessoas são condenadas à prisão pelo acidente no Costa Concordia

    Quatro tripulantes do navio Costa Concordia e um funcionário da empresa foram condenados à prisão na Itália...

  • ONU precisa de US$ 8,6 bilhões extras para cobrir ações humanitárias em 2013

    A subsecretária-geral da ONU para Assistência Humanitária informou que a organização está à procura de US$ 8,6 bilhões extras para cobrir operações de emergência em 2013. A quantia equivale a mais de R$ 17 bilhões. Em entrevista a jornalistas, nesta quarta-feira em Genebra, Valerie Amos, disse que serão necessários ao todo US$ 13...

  • Premier italiano define como ‘vergonhoso’ ataques a Cecile Kyenge

    O primeiro-ministro da Itália, Enrico Letta, definiu nesta segunda-feira como “uma página vergonhosa” o episódio de racismo envolvendo o senador Roberto Calderoli, do partido Liga Norte, e a ministra da Integração, Cecile Kyenge. “Uma página totalmente vergonhosa. Faço um apelo a Maroni para que vire rapidamente esta página, senão entraremos em uma...

  • Bomba da 2ª Guerra encontrada na Hungria obriga moradores a deixar suas casas

    Pelo menos 10 mil moradores, da cidade de Szekesfehervar, na Hungria, foram retirados dos locais onde vivem por policiais. Os policiais evacuaram a área porque foi encontrada uma bomba da 2ª Guerra Mundial perto de um jardim de infância. A bomba, que tem aproximadamente 100 quilos, é de fabricação da antiga União...

  • Ex-comandante do Costa Concordia vai a julgamento na Itália

    O ex-comandante do cruzeiro Costa Concordia Francesco Schettino, de 52 anos, começa a ser julgado hoje (17), na cidade de Grosseto, na Itália. A primeira audiência do julgamento ocorreu há pouco mais de uma semana e durou apenas 15 minutos porque havia uma greve dos advogados. No acidente, em 13 de janeiro...

Informação com independência editorial.

Copyright © 2016 Dominio do Fato