Política

Vereadores pedem que MP investigue gasto da Fundação Hospitalar

Vereadores pedem que MP investigue gasto da Fundação Hospitalar

02/06/2013 – Atualizado em 02/06/2013 14:46

O líder do PTB na Câmara, vereador Paulo Roberto da Iluminação, vai protocolar nesta segunda-feira (03) uma solicitação assinada por 11 parlamentares para que o Ministério Público Estadual investigue gastos da Fundação Hospitalar de Teresina (FHT). Eles apontam que a Fundação realizou reparos em alguns hospitais da capital em regime de urgência, sem licitação, no valor de R$ 752.083,19, e denunciam superfaturamento.

O documento foi assinado por 11 vereadores: Teresa Britto (PV), Antonio Aguiar (PTB), Carlos Filho (PTB), Graça Amorim (PTB), Antonio José Lira (DEM), Gilberto Paixão (PT), Dudu (PT), Rosário Biserra (PT), Inácio Carvalho (PP), Edvan Silva (PTC), além de Paulo Roberto da Iluminação (PTB).

A verba foi paga para a HS Construtora realizar retelhamento, recuperação de cobertura e reparo de drenagem, em caráter emergencial, nas unidades de saúde do Promorar, Dirceu II, Wall Ferraz, Matadouro, Buenos Aires e Satélite. Os R$ 752.083,19 foram pagos em apenas duas parcelas, sendo uma de R$ 365.940,26 em abril e R$ 386.142,93 em maio.

Os parlamentares visitaram essas unidades de saúde e consideram que o valor pago foi alto diante do serviço prestado. Eles querem saber ainda por que a empresa contemplada foi a HS Construtora, que consta na lista de doadores de campanha do prefeito Firmino Filho (PSDB).

“Nós estamos solicitando que o MPE investigue porque achamos muito estranho uma dispensa de licitação de um valor tão alto em favor de uma empresa que doou dinheiro para a campanha do prefeito realizar uma obra tão simples”, afirma Paulo Roberto.

A Secretaria Municipal de Comunicação rebateu as acusações e informou, em nota, que foram seguidos os trâmites legais da dispensa de licitação. A nota diz, ainda, que os reparos foram necessários em virtude de estragos causados pelas chuvas no início deste ano.

“Para providenciar os reparos foi contratada empresa, em caráter de urgência, para fazer avaliação e, após a constatação da necessidade da obra, foram realizados os reparos e o pagamento”, justificou a Semcom.

Repórter: Portal O DIA Tópicos paulo, roberto, alto, dispensa, licitacao, filho, antonio, fundacao, hospitalar, unidades, Desembargador concluiu que movimento expõe falhas da políciaAto reúne sindicatos, movimento estudantil e movimentos do campoNúmero de inadimplências nos municípios cresceuA última sessão ordinária acontecerá no dia 11 de julho

Mais Política em Domínio do Fato

Dominio do Fato

Política

More in Política

Informação com independência editorial.

Copyright © 2016 Dominio do Fato