Giro Notícias

Fórum discute Sistema D+4 da ALL e inauguração de terminal

Fórum discute Sistema D+4 da ALL e inauguração de terminal

AL/MT

Funcionamento do sistema D+14 e capacidade do novo Terminal da ALL (América Latina Logística) em Rondonópolis (200 quilômetros de Cuiabá). Foram estes os temas tratados na sexta reunião do Fórum dos Transportadores de Cargas de Mato Grosso coordenado pela deputada estadual Luciane Bezerra, realizado ontem (26), na Assembleia Legislativa.

O funcionamento do sistema D+4, permite o agendamento de carga, por meio de senhas, com até 4 dias de antecedência e foi implantado nos terminais da ALL e Alto Araguaia e Itiquira e deverá funcionar em Rondonópolis.

Segundo o representante da ALL, Ivandro Paim, a capacidade de recepção e pátio será maior no novo terminal em Mato Grosso, se comparada as outras unidades.“ Vamos ter capacidade de 524 vagas asfaltadas, pátio para condomínio com mais 700 vagas disponíveis. Ao todo são 18 trades, cada uma terá cerca de 200 vagas. Totalizando cerca de 5 mil vagas.

A expectativa da direção da empresa é iniciar as operações em menos de 30 dias. “Estamos esperando o Alvará de vistoria do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (IBAMA). Acredito que para a próxima reunião do Fórum já possamos inaugurar o novo terminal,” explicou. Lembrando que as reuniões são realizadas a cada quinze dias.

Para o representante do Sindicato das Transportadoras Rodoviárias Autônomos de Sorriso (Sindicam), Walter Janer Pereira de Souza, o novo sistema D+4, implantando neste ano pela ALL, nos terminais de Mato Grosso, tem atendido dos motoristas a contento. “O Fórum fez um bom trabalho para que os problemas intermináveis das filas dos caminhões chegassem ao fim. Até o momento o sistema tem funcionado e espero que continue assim. Porém é necessário comprometimento de todos, da ALL e das Trades para que o sistema funcione sem problemas”, pontuou.

Para Luciane a implantação do programa foi uma grande conquista para o setor. “Trabalhamos desde o inicio das reuniões do Fórum para acabar com o congestionamento nos terminais de Itiquira e Alto Araguaia. E agilizar melhorias”, argumentou Luciane.

Segundo Ivandro o terminal de Rondonópolis vai trabalhar com um grande número de armazenamento, porém as outras unidades vão captar a carga de cada região, “Vamos aumentar muito o número de armazenamento. Rondonópolis poderá chegar a 60 mil toneladas. Os demais terminais darão suporte”, afirmou.

Ao final da reunião foram justificadas as ausência dos representantes da Secretaria de Estado de Pavimentação e Transporte Urbana (SEPTU) e Departamento Nacional de Infra estrutura de Transportes (DNIT), que iriam discutir os estudos de viabilidade técnica, econômica, financeira e social de cobrança de pedágio em 23 trechos e o Programa de Aceleração do Crescimento, PAC 1 e PAC 2.

Participaram da reunião representantes da Agência de Regularização dos Serviços Públicos e Delegados de Mato Grosso (AGER), Associação de Produtores de Soja e Milho de Mato Grosso (APROSOJA), Sindicato das Transportadoras Rodoviárias Autônomas de Sorriso (SINDICAM), Secretaria de Meio Ambiente de Cuiabá e da América Latina Logística (ALL).

Giro de Notícias domínio do Fato

Dominio do Fato

Giro Notícias

More in Giro Notícias

Informação com independência editorial.

Copyright © 2016 Dominio do Fato