Esportes

Após cem dias presos, corintianos chegam ao Brasil

Após cem dias presos, corintianos chegam ao Brasil

Sete dos 12 corintianos que foram presos em fevereiro na Bolívia chegaram na tarde deste domingo (9) ao Brasil. Parte do grupo foi solta na quinta-feira (6) pela Justiça boliviana, após mais de cem dias detidos em Oruro. Outros cinco torcedores do Corinthians continuam na penitenciária San Pedro. A situação destes deverá ser definida até o fim do mês.

Os 12 corintianos foram presos no dia 20 de fevereiro sob suspeita de autoria e cumplicidade no disparo de um sinalizador que matou o torcedor boliviano Kevin Espada, de 14 anos, no jogo entre Corinthians e San José, pela Libertadores, na Bolívia. Todos negam envolvimento no crime.

Os sete corintianos desembarcaram nesta manhã em um voo de La Paz para Guarulhos. Chegaram por volta das 14h30 ao aeroporto de Cumbica. Foram duas horas de atraso. Perto das 15h, eles foram recepcionados no saguão por familiares e torcedores emocionados.

Os corintianos soltos são: Tadeu Macedo Andrade, Rafael Machado Castilho Araújo, Tiago Aurélio dos Santos Ferreira, Cléber de Souza, Danilo Silva de Oliveira, Hugo Nonato e Fábio Neves Domingos.

Ao saírem pelo portão de desembarque e avistarem a festa preparada para recepcioná-los, os corintianos se emocionaram. “Parece gol da final do Corinthians no Mundial”, comparou Fábio Neves Domingos. “É um prazer pisar na minha terra, no meu chão”, completou Tiago Ferreira.

Alguns deles fizeram questão de citar os companheiros que permaneceram detidos na Bolívia. “Há cinco irmãos que estão presos lá ainda”, declarou Danilo Silva de Oliveira. “Não estamos felizes ainda. Estão faltando os nossos cinco irmãos”, disse Fábio Domingos.

Com o retorno ao Brasil, os planos agora são passar mais tempo com a família. “Agora a gente aprendeu a ficar um pouco mais de tempo ao lado das mães”, continuou Fábio, sobre o fato de os torcedores terem passado o Dia das Mães, em maio, presos em um outro país. “A primeira coisa que eu quero é estar com a minha família”, afirmou Rafael Machado Castilho Araújo.

Em depoimento prestado no Consulado da Bolívia em São Paulo, um adolescente de 17 anos, integrante da Gaviões, confessou ter sido o autor do disparo do artefato que matou Kevin. O menor brasileiro deverá ser responsabilizado pelo assassinato do boliviano.

Continuam presos em Oruro: Leandro Silva de Oliveira, Reginaldo Coelho, José Carlos da Silva Júnior, Marco Aurélio Nefeire e Cleuter Barreto Barros.

Fonte: G1
Tópicos corintianos, presos, fabio, silva, cinco, bolivia, corinthians, anos, matou, torcedores, O Taiti encerrou a Copa das Confederações com a impressionante marca de três derrotas em três jogos, com um gol feito e 24 sofridos.A reedição da final da Eurocopa 2012 acontece nesta quinta-feira (27)O gol croata foi marcado aos 41 minutos do primeiro tempoA seleção italiana chegou neste domingo (23) à Fortaleza, onde disputará uma das semifinais da Copa das Confederações

Domínio do Fato Esportes

Dominio do Fato

Esportes

More in Esportes

Informação com independência editorial.

Copyright © 2016 Dominio do Fato