Mundo

Ativista canadense pró-aborto Henry Morgentaler morre aos 90 anos

Ativista canadense pró-aborto Henry Morgentaler morre aos 90 anos

O médico Henry Morgentaler, um sobrevivente do Holocausto que se tornou um dos principais defensores do aborto no Canadá e passou um período na prisão pela prática de interrupção da gravidez, morreu nesta quarta-feira aos 90 anos, disseram ativistas.

Morgentaler criou a primeira clínica independente de aborto no Canadá, em Montreal, em 1969, num momento em que o procedimento só poderia ser realizado em hospitais e se limitava a casos em que os médicos consideravam que a continuação da gravidez poderia prejudicar uma mulher.

Sua campanha pelos direitos das mulheres foi parar na Suprema Corte canadense, que o apoiou em um julgamento, em janeiro de 1988, que determinou que as leis de aborto existentes eram inconstitucionais.

O governo tentou em 1990 criminalizar novamente o aborto nos casos em que a saúde da mulher não estava em risco. Esse esforço acabou em fracasso, deixando o Canadá, na prática, sem restrições ao aborto.

“As mulheres canadenses têm para com o doutor Morgentaler uma enorme dívida de gratidão por defender suas vidas e saúde com grande sacrifício pessoal e risco. Ele sobreviveu a inúmeras ameaças contra sua vida, um atentado à clínica e protestos agressivos”, disse a presidente da Federação Nacional do Aborto, Vicki Saporta.

Morgentaler morreu no momento em que alguns parlamentares do direitista Partido Conservador do Canadá expressam abertamente sua oposição ao aborto.

O primeiro-ministro canadense, Stephen Harper, receia provocar paixões em uma questão social controversa e diz que, enquanto estiver no poder, o governo não irá se mover para restringir o aborto.

Henry Morgentale em imagem de arquivo de 2 de julho de 2008 (Foto: REUTERS / Mark Blinch / Arquivos )Henry Morgentale em imagem de arquivo de 2 de julho de 2008 (Foto: REUTERS / Mark Blinch / Arquivo )

Domínio do Fato – Notícias do Mundo Aqui!

Dominio do Fato

Mundo

More in Mundo

  • Barack Obama afirma que “Legalizar a maconha não é a fórmula mágica”

    O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, disse nesta quinta-feira, durante visita à Jamaica, que legalizar a maconha não...

  • Ataque mata pelo menos 20 em mesquita no Iraque

    Pelo menos 20 pessoas morreram nesta sexta-feira, dia 19, em um ataque à bomba contra uma mesquita sunita ao norte de Bagdá, no Iraque. De acordo com fontes locais, o atentado ocorreu durante a oração do meio-dia e atingiu a mesquita da cidade de Wajihiyah. Outras 40 pessoas ficaram feridas. Ontem à noite,...

  • Representante da ONU no Iraque condena bombardeios e faz apelo por paz

    O representante especial do secretário-geral da ONU no Iraque condenou, nos termos mais fortes, neste domingo, uma série de ataques suicidas, carros-bomba e outros atos violentos. Em nota, Martin Kobler ressalta que os ataques mataram civis e deixaram outras “centenas de pessoas inocentes feridas”. Segundo agências de notícias, pelo menos 30 pessoas morreram...

  • Família de ex-presidente deve processar comandante das Forças Armadas do Egito

    A família do ex-presidente do Egito Mouhamed Mursi, deposto no início do mês, disse hoje (22) que planeja processar o comandante das Forças Armadas do país, general Abdel Fatah Al Sisi, acusando-o de ter “raptado” o ex-chefe de Estado.A filha do presidente deposto, Shaimaa Mursi, disse que a família está “tomando medidas...

  • Cinco pessoas são condenadas à prisão pelo acidente no Costa Concordia

    Quatro tripulantes do navio Costa Concordia e um funcionário da empresa foram condenados à prisão na Itália...

  • ONU precisa de US$ 8,6 bilhões extras para cobrir ações humanitárias em 2013

    A subsecretária-geral da ONU para Assistência Humanitária informou que a organização está à procura de US$ 8,6 bilhões extras para cobrir operações de emergência em 2013. A quantia equivale a mais de R$ 17 bilhões. Em entrevista a jornalistas, nesta quarta-feira em Genebra, Valerie Amos, disse que serão necessários ao todo US$ 13...

  • Premier italiano define como ‘vergonhoso’ ataques a Cecile Kyenge

    O primeiro-ministro da Itália, Enrico Letta, definiu nesta segunda-feira como “uma página vergonhosa” o episódio de racismo envolvendo o senador Roberto Calderoli, do partido Liga Norte, e a ministra da Integração, Cecile Kyenge. “Uma página totalmente vergonhosa. Faço um apelo a Maroni para que vire rapidamente esta página, senão entraremos em uma...

  • Bomba da 2ª Guerra encontrada na Hungria obriga moradores a deixar suas casas

    Pelo menos 10 mil moradores, da cidade de Szekesfehervar, na Hungria, foram retirados dos locais onde vivem por policiais. Os policiais evacuaram a área porque foi encontrada uma bomba da 2ª Guerra Mundial perto de um jardim de infância. A bomba, que tem aproximadamente 100 quilos, é de fabricação da antiga União...

  • Normas de concessão de asilo a Snowden devem ser usadas para senador boliviano

    Brasília – Na tentativa de encerrar o impasse envolvendo o senador de oposição da Bolívia Roger Pinto Molina, de 53 anos, há 13 meses abrigado na Embaixada do Brasil em La Paz, o governo brasileiro deve aplicar os argumentos para a concessão de asilo, aprovados na Cúpula do Mercosul. Há cinco dias,...

Informação com independência editorial.

Copyright © 2016 Dominio do Fato