Política

Carvalho diz que não queria ‘atacar estado’ ao comparar SP a Palestina

Carvalho diz que não queria ‘atacar estado’ ao comparar SP a Palestina

O ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Gilberto Carvalho, afirmou nesta terça-feira (27) que não tinha interesse em “atacar um estado ou um governo” ao comparar, na semana passada, a violência em São Paulo aos ataques da Palestina.

Na última terça-feira (20), Carvalho disse que “finalmente” São Paulo aceitou ajuda do governo federal para enfrentar a violência e comparou as mortes no estado aos conflitos vividos pela Palestina contra Israel na faixa de Gaza. “A gente estava alarmado com os mortos na Palestina e as estatísticas mostram que só na grande São Paulo em um dia você tem mais gente perdida, assassinada do que num ataque desses”, afirmou o ministro na ocasião.

Nesta terça-feira, Carvalho disse que foi “um pouco mal interpretado” em um editorial “muito duro” de um jornal, sem identificar a publicação. “Eu chamava a atenção para o fato de que a gente fica muito assustado para as mortes que ocorrem no conflito Israel-Palestina ou na Síria e, no entanto, numa mesma noite às vezes no Brasil – eu citava um estado [São Paulo], mas não é o caso, qualquer estado – nós temos mais mortes do que nesses conflitos”, declarou.

“O meu interesse, ao contrário do que esse jornal – de maneira muito, a meu juízo, depreciativa fala – não era atacar um estado ou um governo. Era chamar a atenção da sociedade brasileira e de nós, governo, da nossa responsabilidade perante esse fato”, completou o ministro.

Gilberto Carvalho discursou durante abertura do evento “Juventude Negra, Juventude Viva: Diálogos Governo e Sociedade Civil”, no Palácio do Planalto. Segundo o ministro, os números da violência do país, em especial contra a juventude negra, “não deveriam nos deixar dormir em paz”.

“Estamos cansados do diagnóstico de sofrimento e do massacre sofrida pela juventude, particularmente a juventude negra em muitos cantos do país”, afirmou durante discurso.

Mais Política em Domínio do Fato

Política

More in Política

Informação com independência editorial.

Copyright © 2016 Dominio do Fato